História

O Grupo de Fraternidade Frei Fabiano de Cristo iniciou seus trabalhos no dia 03 de outubro de 1961 e desde então vem promovendo a expansão da fraternidade através da aplicação da doutrina espírita codificada por Kardec.

Foto do Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo

Criação do Grupo

A criação do Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo – GFFC se confunde com a história do antigo Centro Espírita Evangélico André Luiz - CEEAL, atual Centro Espírita André Luiz localizado na rua Arináia, Bairro do Belém.

O GFFC, surgiu no dia 3 de outubro de 1961 a partir de um grupo de estudos formado no CEEAL. Este grupo de estudos trabalhou ativamente nas campanhas do CEEAL, colaborando inclusive com a reforma do salão deste centro (salão inaugurado em 1963).

A criação do GFFC teve como objetivo por em prática os ensinamentos recebidos no CEEAL em prol de um novo movimento conhecido como MOFRA - Movimento da Fraternidade. Sendo assim, em 1963, os integrantes do Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo, acharam por bem obter uma sede própria (inicialmente um quarto e cozinha alugados) para que pudessem se dedicar mais exclusivamente aos trabalhos em favor do novo movimento, filiando-se a Oscal - Organização Social Cristã André Luiz.

“Esse tempo nos lembra que as obras do Espírito de André Luiz eram editadas pela FEB (Federação Espírita Brasileira – Rio de Janeiro), com sucesso de venda, iniciando um comércio editorial dos livros espíritas em geral, o médium Francisco Cândido Xavier é um fenômeno, funda-se no Rio de Janeiro a OSCAL – Organização Social Cristã André Luiz – entidade que buscava forte acentuação nas “Fraternidades Espirituais” – extraídas das obras do Espírito André Luiz, da qual nasceu, uma divergência dentro do CEEAL, fundando-se depois o Grupo da Fraternidade Fabiano de Cristo, ainda com sede na Mooca, por onde passaram médiuns como José Modesto da Silva, que aprendeu, quando rapaz a profissão de alfaiate, com nosso querido e sempre lembrado Oswaldo Atir Bigliato, presidente e médium durante muitos anos no Centro.”
Texto extraído do site do centro espírita Andre luíz - http://www.ceal.org.br/site_original/historico.htm

A separação do GFFC do CEEAL não separou seus colaboradores. Os integrantes do Fabiano de Cristo continuaram ainda por muito tempo participando das reuniões e trabalhos do CEEAL, assim como os integrantes do CEEAL contribuiram com os trabalhos do GFFC.


Sede Própria

A sede própria só surgiu em 1964, na antiga rua Capoeiras, atual rua Pres. Carlos Luz, no bairro do Belém. O aluguel da sede (apenas quarto e cozinha) era pago por meio da intensa colaboração de todos os integrantes, conforme o texto abaixo:

“O Senhor Jôfre arrumou um dinheiro que deu de entrada e que, logo em seguida foi pago com sacrifício dos irmãos. Na Metalúrgica Paulista, o Miguel tinha um pequeno Bazar, vendia sabonetes, camisas, rádios, tudo em benefício do Grupo, para pagar a dívida. Em companhia dele estava o querido irmão Nelson Anchieta, que trabalhava incansavelmente para ajudar junto com sua esposa, a Terezinha, que também freqüentava o Grupo. A nossa irmã Odete Paixão, esposa do nosso querido Paixão, costurava roupas em sua oficina de costura e vendia tudo em benefício do Grupo, bem pouco lhe sobrava para o sustento deles e dos filhos pequenos. Enfim, eram feitas rifas que eram vendidas por todos, inclusive pelo Senhor Nelson na fábrica, a Metalúrgica Paulista.”
Texto extraído do Livro Memórias de um Centro Espírita de Angélica de Biasi

Sede do Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo - Foto de 1966


Trabalhos em prol da OSCAL

Mesmo antes da separação e de possuir uma sede própria, o GFFC já iniciava seus trabalhos para OSCAL, como pode ser visto no relato abaixo do dia 8 de setembro de 1963 na festa de confraternização da OSCAL em São João da Boa Vista, com todos os grupos de fraternidade.

“Todos os grupos que estavam presentes, sendo que um diretor de cada grupo ocupava uma cadeira em redor da ampla mesa, assim, um por um falava o que desejava, enquanto a irmã Maria Lina, secretária da Oscal de São Paulo, com sua ternura frisava todos os benefícios recebidos dos grupos, ao chegar a vez do nosso irmão Jofrê falar, o que nos encheu de satisfação, sendo ele o presidente do nosso grupo Fabiano de Cristo, ao começar ele muito alegre disse: Esse grupo foi o que colocou pelas ruas da cidade de São Paulo, mais de 20 mil cartazes, em companhia da irmã Vida e da irmã Odete”.
Texto extraído do Livro Memórias de um Centro Espírita de Angélica de Biasi


Garoto da Campanha para Cidade da Fraternidade - Contido nos cartazes distribuídos


Campanha do Quilo 1963

Um dos primeiros trabalhos do grupo ainda dentro do CEEAL, foi a campanha do quilo de 1963. O grupo tinha aulas freqüentes com o professor Daniel e logo após as primeiras aulas já era possível notar o empenho dos aprendizes em mostrar o entendimento das lições, trabalhando com grande entusiasmo:

“Queríamos dar a nossos pobres um Natal mais feliz e por isso, precisamos da ajuda de todos. Nesse dia, 14 de dezembro (1963), nós provamos ao Daniel que aprendemos alguma coisa de seus ensinamentos e que estamos aproveitando suas aulas, que não foram em vão, e para nossa alegria, para aumentar mais a nossa vontade, de todos os lados vinham pacotes, roupas, sapatos, de tudo, que alegria, como o povo é bom, é só pedir que ganhamos e quanto ganhamos, ao descarregar a perua, apuramos em menos de duas horas de trabalho o movimento de 200 quilos de mantimentos”

“E assim foram feitas todas as entregas ... Dona Rina trabalhando incansavelmente, Odete, Anunciata, Sr. Pantufe, a Ana e seu marido Luiz, as suas filhas, enfim diversas pessoas, um punhado de aprendizes e assim socorremos mais de 40 famílias nesse dia.”
Textos extraídos do Livro Memórias de um Centro Espírita de Angélica de Biasi


Diretoria do Grupo Fabiano de Cristo 1966, da esquerda para direita: Dona Odete, Sr. Maurílio, Dona Anunciata, Dona Angélica, Sr. Jofrê e Prof. Daniel.


Cidade da Fraternidade

E assim o grupo começou os trabalhos em favor do movimento da fraternidade e da cidade da fraternidade, fazendo campanhas, rifas e outras atividades contando com grande esforço de cada integrante.

O trabalho do Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo não foi esquecido pelos moradores da Cidade da Fraternidade como é possível ver abaixo:

"Nos primeiros sete ou oito anos vivemos momentos maravilhosos aqui na Cidade. Quando o Grupo de Sagres, a cada quatro ou cinco meses nos visitavam, trazendo sua pequena caravana, companheiros ou companheiras de outros grupos paulistas,"Fabiano de Cristo, João Ramalho, Lauro e do extinto Manoel da Nóbrega."
Texto extraído das Memórias do Tio Zé Carlos http://www.mofra.org.br/cifrater/historico/zecarlos/


Foto da VI Regional da Oscal realizada no dia 27 de junho de 1965 com participação do Grupo Fabiano de Cristo

Para ver mais fotos antigas do grupo clique aqui.